Estude com quem mais aprova. escolha um plano e faça parte dos milhares de alunos que são aprovados todos os anos com o Proenem
Pesquisar

Estude para o Enem totalmente grátis

Auguste Comte

Auguste Comte

Auguste Comte foi um dos pensadores mais importantes da chamada Filosofia Positiva.

O POSITIVISMO

Auguste Comte (1798-1857) foi um dos pensadores mais importantes da chamada Filosofia Positiva. O ponto de partida para a entender o cenário europeu de grandes transformações, especialmente decorrentes da Revolução Industrial e Revolução Francesa, nesse sentido, Comte entendia que a filosofia deveria dar conta de organizar a sociedade em ebulição.

É importante destacar, possivelmente, a ideia mais conhecida do Positivismo: O Amor por princípio, a Ordem por base e o Progresso por fim. Nota-se a importância que Comte dá à noção de ordem; a busca pelo progresso social está subordinada à ordem, isto é, a um cenário de ordenamento social.

Outro ponto fundamental é saber que Comte via que o método científico deveria orientar a forma de conhecer e entender a vida humana. Para o Positivismo, é através de uma atitude laica, pragmática e neutra frente às questões sociais que seria possível alcançar a compreensão da sociedade visando sua organização e ordenamento.

A sociologia surgiu no século XIX através de Auguste Comte, um seguidor do Positivismo, corrente de análise que pensava o social a partir de uma perspectiva evolucionista. O positivismo, na verdade, entendia que, se pudéssemos avaliar os caminhos humanos dentro dessa perspectiva, poderíamos encontrar antídotos para os problemas sociais da atualidade.

Essa perspectiva estava impregnada de ideias de superioridade dos europeus sobre os outros povos. Comte tentava buscar respostas para as diferenças sociais através de uma perspectiva de evolução que visava a ordem e o progresso.

Comte antes de falar em “Sociologia”, chamava a ciência de “física social”, portanto ele achava que poderia se inspirar nas ciências naturais para entender a sociedade. Usando métodos das ciências naturais como instrumentos de entendimento da realidade social. O uso de dados, estatísticas, números, avaliações, seriam base para demandar soluções e possibilidades para as sociedades.

LEI DOS TRÊS ESTADOS

A percepção positivista da teoria de Auguste Comte promoveu uma análise da sociedade em formato evolutivo, em que sociedades passem por estágios de crescimento, desenvolvimento e evolução. Seriam três estados: teológico, metafísico e positivo.

No primeiro, os fatos observados são explicados pelo exterior, por entidades que vivenciam fora da realidade humana. A fase teológica possui subfases: o fetichismo, o politeísmo e o monoteísmo.

No segundo, já se vivencia a realidade, mas ainda há a presença do sobrenatural, de modo que a metafísica é uma transição entre a teologia e o estado positivo. Momento de transição social e científico da sociedade, ligada à perspectiva do homem de buscar verdades de sua realidade.

No terceiro, ocorre o apogeu do estado científico. Nesse, os fatos são explicados segundo leis gerais, de ordem positiva, uma vivência evolutiva e progressiva de nossa realidade social. A partir disso, atividade pacífica e industrial torna-se preponderante, com as diversas nações colaborando entre si.

Quer aquele empurrãozinho a mais para seu sucesso?

Baixe agora o Ebook PORQUE VOCÊ PODE, gratuitamente!

Precisando de ajuda?

Entre em contato agora

👋E aí, ProAluno! Em que posso te ajudar?
Central de Vendas Central do Aluno