Estude com quem mais aprova. escolha um plano e faça parte dos milhares de alunos que são aprovados todos os anos com o Proenem
Pesquisar

Estude para o Enem totalmente grátis

Geometria Espacial – Semelhança de Sólidos e Troncos

Geometria Espacial – Semelhança de Sólidos e Troncos

Aprenda mais sobre Geometria Espacial. 

RAZÃO ENTRE ÁREAS E VOLUMES DE FIGURAS SEMELHANTES

Dadas duas figuras semelhantes, é possível estabelecer a razão entre suas áreas e seus volumes através da razão de semelhança.

Considere as figuras semelhantes abaixo, uma de altura h e a outra de altura H.

Observando que áreas e volumes são diretamente proporcionais à cada uma de suas dimensões, a razão entre áreas de figuras semelhantes é o quadrado da razão de semelhança e a razão entre volumes de figuras semelhantes é o cubo da razão de semelhança. Podemos afirmar que a razão entre as áreas das figuras 1 e 2 é:

e a razão entre os volumes das figuras é:

Exemplo:

Considere 2 cubos, um de aresta 2 e outro de aresta 3.

A razão entre as áreas totais é:

A razão entre os volumes é:

Exercício Resolvido

01. Duas estátuas são semelhantes, e a maior tem o dobro da altura da menor. Se a menor tem volume de 3 m³, determine o volume da estátua maior:

a) 6 m³

b) 9 m³

c) 12 m³

d) 24 m³

e) 36 m³

Resolução:

Como conhecemos a razão entre as alturas (razão linear), podemos obter facilmente a razão entre os volumes, veja:



SEÇÃO TRANSVERSAL DE UMA PIRÂMIDE OU CONE

Uma seção transversal de uma pirâmide ou de um cone é uma seção feita por um plano paralelo à base. Note que as regiões obtidas na seção, são semelhantes à região da sua respectiva base.

Observe na figura, que a pirâmide e o cone de altura H foram seccionados por um plano paralelo à sua base, formando outro sólido semelhante de altura h. Considere a área da seção As, a área da base Ab e os volumes v e V para sólidos semelhantes de alturas h e H respectivamente. Temos então:

Aˢ /Aᴮ = (h/H)² 

v/V= (h/H)³

TRONCOS

Cabe ressaltar que ao seccionarmos uma pirâmide ou um cone por um plano paralelo à base, obtemos dois sólidos: um semelhante ao original, como abordamos anteriormente, e um outro chamado tronco de pirâmide ou tronco de cone.

Considere, nesses troncos, que as medidas das áreas de suas duas bases paralelas e semelhantes são dadas por AB e Ab e a medida de sua altura (distância entre as bases) dada por h. O volume do tronco é calculado por:

Podemos ainda obter, mais especificamente, que o volume de um tronco de cone, cujos raios das bases maior e menor são R e r respectivamente, pode ser dado por.

Vᵗʳᵒⁿᶜᵒ = π . h/3 . (R² + r² + R . r)

Exercício Resolvido

02. Para obter um objeto de decoração, um artista plástico utiliza uma pirâmide de base hexagonal e altura 10 m. A que distância do vértice o artista deve cortá-la por um plano paralelo a base de forma que o volume da pirâmide obtida seja 1/8 do volume da pirâmide original:

a) 2 m

b) 4 m

c) 5 m

d) 6 m

e) 8 m

Resolução:

Usando as razões de semelhança podemos escrever:


Extraindo a raiz cúbica de ambos os membros, temos:


Portanto, o gabarito procurado é a alternativa c.

02. (UFU) Considere um balde para colocação de gelo no formato de um tronco de cone circular reto apresentando as medidas indicadas na figura a seguir.

Considerando que esse balde esteja com 25% de sua capacidade ocupada com gelo derretido (água) e, consequentemente, com um volume de água igual a 0,097π litros, qual é o valor (em cm) do raio da base maior R?

a) 8,5
b) 9
c) 8
d) 7,5

Resolução:
Como 0,097π litros correspondem a 25% = 1/4 da capacidade do balde, temos que a capacidade do balde é igual a 4 · 0097πL = 0,388πL = 388π cm³.

Portanto, sabendo que a altura do balde mede 12 cm e o raio da base menor mede 3 cm, vem

388π = 12π/3  (R² + 3R + 3²) ⇔ R² + 3R – 88 = 0 ⇒ R = 8cm. 

Portanto, o gabarito procurado é a alternativa c.

03. (UDESC) Um recipiente de uso culinário com 16 cm de altura possui o formato de um tronco de cone reto (conforme ilustra a figura) e está com água até a metade da sua altura.

Sabendo que a geratriz desse recipiente é igual a 20 cm e que o diâmetro de sua base é igual a 4 cm, classifique as proposições abaixo e assinale (V) para verdadeira ou (F) para falsa.

( ) O volume de água no recipiente corresponde à quarta parte da quantidade necessária para enchê-lo totalmente.

( ) Se a água do recipiente for retirada à taxa constante de 28 cm³ por segundo, então o tempo necessário para esvaziá-lo será superior a 20 segundos.

( ) Para aumentar 4 cm do nível de água no recipiente, é necessário acrescentar mais 364π cm³ de água.

A alternativa correta, de cima para baixo, é:

a) V – F – F
b) F – V – F
c) F – V – V
d) F – F – V
e) V – V – F

Resolução:

Considere a figura.

Sabendo que AD = 16 cm e que o recipiente está com água até a metade da sua altura, segue que AE = ED = 8 cm. Além disso, como AC = 20 cm e EB é base média do triângulo ACD, vem AB = BC = 10 cm. Desse modo, BE = 6 cm e CD = 12 cm.

Sabendo ainda que AO = DF = 2 cm, temos que o volume do recipiente é dado por

π . AD /3 = (BG² + BG . AO + AO²) = π . 16/3 . (14² + 14 . 2 +2²) = 1216πcm³.

Por outro lado, o volume de água no recipiente é

π.AE/3 . (BG² + BG . AO + AO²) = π .8/3 . (8² + 8 . 2 + 2²) = 224πcm³.

Assim, a quantidade necessária de água para encher totalmente o recipiente é 1216π – 224π = 992π cm³.

Portanto, 224π/992π  = 7/31 ≠ 1/4.

Se a água do recipiente for retirada à taxa constante de 28 cm³ por segundo, então o tempo necessário para esvaziá-lo

Será 224π/28 = 224.3/28 = 24 > 20s.

Para aumentar 4 cm o nível de água no recipiente, é necessário acrescentar mais π . 4/3 . (11² + 11 . 8 +8²) = 364πcm³ de água.

Quer aquele empurrãozinho a mais para seu sucesso?

Baixe agora o Ebook DICAS DE MATEMÁTICA PARA O ENEM, gratuitamente!

Precisando de ajuda?

Entre em contato agora

👋E aí, ProAluno! Em que posso te ajudar?
Central de Vendas Central do Aluno