DEBATE: O TEMA DA SUA REDAÇÃO

Aprenda mais sobre o Tema da sua Redação.

O desafio das campanhas brasileiras de vacinação

No Brasil, doenças erradicas há anos voltaram. O Programa Nacional de Imunizações (PNI) – que já foi considerado um modelo de prevenção para o mundo – atualmente representa motivo de alerta a toda a sociedade. Apesar da oferta gratuita de proteção, muitos cidadãos não se imunizam ou vacinam seus filhos. Isso implica um impacto social sem proporção que atinge não apenas os doentes, mas também cada cidadão, tendo em vista o aumento dos gastos públicos e a ocupação de leitos e vagas de hospital, entre outros fatores.

Falta de informação, crise econômica, Fake News, negligência do cidadão, estrutura do sistema vacinal. Independentemente da causa, o fato é que o país atingiu os mais baixos índices de cobertura em 24 anos. Com o posicionamento da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre o assunto, em abril deste ano, e depois do surto de Sarampo no Norte do Brasil, atualmente estudam-se medidas mais concretas para resolver o problema.

Abuso de jovens e adolescentes no Brasil 

Se entre anônimos, esportistas e famosos, os casos de abuso vindos a público se tornaram cada vez mais frequentes, nos demais segmentos da sociedade, multiplicam-se os casos de violência sexual contra menores. Os registros desse crime no Brasil desenham a pobreza, a exclusão, a desigualdade social e a discriminação – motivada por raça, gênero ou etnia – como fatores que fomentam a impunidade frente à multiplicação de casos em diversas regiões do país.

Apesar das várias medidas que visam à identificação e à erradicação do problema, o disque 100 – serviço de atendimento telefônico gratuito para denúncias de violações de Direitos Humanos – recebeu cerca de 30 mil denúncias nos últimos três anos relacionadas a este tipo de agressão.

Crescente no Brasil, o vício em jogos eletrônicos e sua classificação como doença pela OMS

Muito comum entre os jovens do Brasil e do mundo, o uso da tecnologia para jogar protagonizou matérias e noticiários em 2018. Acontece que, não a prática, mas o exagero da prática relacionado a determinadas consequências nocivas, este ano, entra na lista dos transtornos patológicos enumerados pela Organização Nacional de Saúde, que estuda o tema há mais de uma década. A Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde, também conhecida como CID, foi atualizada pela última vez em 1990 e agora vai diagnosticar a prática danosa de jogos eletrônicos como doença.  

Não perca mais tempo, inicie agora sua preparação para o ENEM!


Gostou de nosso conteúdo sobre redação para o enem?
Temos uma série de outros conteúdos que podem te interessar , dentre eles aulas de redação para o enem
e possíveis temas de redação para o enem…

Para ficar por dentro deste nosso conteúdo se inscreva em nossa lista

Os influenciadores digitais e a formação dos jovens brasileiros

Fatores culturais, pessoais, sociais e midiáticos fazem com que, atualmente, os influenciadores digitais direcionem a decisão de compra de uma parcela significativa da sociedade. Entretanto, no Brasil, este ano foram vários os casos em que a sociedade sentiu necessidade de questionar os valores dessas vozes que, muitas vezes, são não só seguidas como imitadas pelas gerações mais jovens. Sonhada por muitos empresários, a busca pela aproximação entre a marca e o seu público-alvo tem dado ainda mais voz a várias personalidades relevantes, mas também a um grupo de líderes capazes de atropelar até mesmo os Direitos Humanos na disputa por uma curtida. Tema relevante, social e atual.

Os hábitos alimentares da sociedade brasileira

A vida moderna cada vez mais acelerada tem influenciado o comportamento alimentar dos brasileiros. Se a busca por alimentos saudáveis vem crescendo gradativamente nos últimos anos, a corrida por alimentos industrializados, servidos em embalagens práticas e que sejam mais rápidos para serem consumidos tem feito com que os hábitos alimentares do brasileiro mudem. Entre as consequências nocivas desse consumo, figuram o aumento da obesidade e suas doenças relacionadas. 

O combate ao uso desnecessário de plástico no Brasil

Recentemente o Inep tirou “temas ambientais” da cartilha do candidato que apresenta o perfil dos eixos temáticos cobrados no Exame Nacional do Ensino Médio. Isso fez com que muitos professores não discutissem mais o meio-ambiente como possibilidade de assunto da redação em suas salas de aula. Na verdade, como o manual cita “temas sociais”, já está implícita a relação ente o homem e as questões ambientais. Assim, todo candidato deve preparar-se também para encarar temas como esses. 

Sobre o assunto, a produção de plástico demanda uso de petróleo que, por sua vez, está relacionado a um danoso processo de refinamento. Geralmente, o chamado “óleo negro” representa apenas cinco por cento da composição do plástico, mas a extração e o refinamento da substância implica liberação de gazes nocivos, consumo excessivo de água, produção de resíduos sólidos entre outros. O descarte inadequado do plástico causa danos, muitas vezes irreversíveis, sobretudo à vida marinha.

Desafios para o combate ao analfabetismo no Brasil

De acordo com informações da PNAD (Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicílio) realizada em todo o Brasil e promovida pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2017, o Brasil apresenta mais de 11 milhões de analfabetos. “Na Região Nordeste, 38,6% da população de 60 anos ou mais não sabia ler ou escrever um bilhete simples, sendo quase quatro vezes maior que a taxa do Sudeste para o mesmo grupo etário, 10,6% em 2017”, aponta a pesquisa. É importante o candidato perceber e comentar em sua redação que tais números reforçam os índices de desigualdade no Brasil que ultrapassam a questão da leitura e atingem outras fragilidades sociais.

A persistência da violência no trânsito brasileiro

Apesar de o Brasil não apresentar a maior frota de veículos do mundo, é aqui o local onde os índices de mortes e agressões no trânsito mais crescem. Ultrapassagem perigosa, avanço de sinal, bebida ao volante, são várias as motivações para acidentes e desentendimento nas estradas. Atualmente, estima-se que mais de 1,2 milhão de pessoas percam a vida devido ao trânsito todos os anos no mundo. São 40 milhões de feridos e entre as vítimas estão não só motoristas como ciclistas e pedestres. O alto investimento em campanhas de conscientização, fiscalização e punição faz com que as consequências socias desses índices no Brasil atinjam a todos os cidadãos.

Gostou de nosso conteúdo sobre redação para o enem?
Temos uma série de outros conteúdos que podem te interessar , dentre eles aulas de redação para o enem
e possíveis temas de redação para o enem…

Para ficar por dentro deste nosso conteúdo se inscreva em nossa lista

O desafio da Gravidez precoce no Brasil

De acordo com o Portal de Notícias G1, o Brasil tem 68,4 bebês nascidos de mães adolescentes a cada mil meninas de 15 a 19 anos. Os dados constam no último relatório da Organização Mundial da Saúde. A média brasileira já ultrapassa a latino-americana, estimada em 65,5. No mundo, a média é de 46 nascimentos a cada mil. Em países como os Estados Unidos, o índice é de 22,3 nascimentos a cada 1 mil adolescentes de 15 a 19 anos.

É importante perceber que tais números afetam sobretudo meninas negras, pobres e moradoras de periferias, o que demonstra que os problemas socias não representam fenômenos isolados, mas confirmam uma cadeia de desigualdades historicamente enraizadas em nosso país.

O combate às Fake News na sociedade brasileira

Escolas, universidades, família, emissoras de televisão. Recentemente, veio a público o debate de que, se não for por um esforço coletivo, dificilmente nossa sociedade pode vencer a luta contra as falsas notícias tão disseminadas na internet e nas redes sociais. Desde o prejuízo a campanhas de vacinação, passando pela incitação de ódio às minorias até a manipulação do voto nas eleições, as mentiras amplamente divulgadas podem gerar danos, muitas vezes incontornáveis, ao cidadão brasileiro. Uma boa possibilidade de abordagem do tema na redação é demonstrar como a baixa qualidade de leitura e interpretação aliada ao fácil acesso das Fake News por meio da tecnologia figuram como alguns dos principais fatores que motivam esse fenômeno.

A preservação do patrimônio cultural brasileiro

Qual o papel da sociedade diante do nosso patrimônio histórico-cultural? O artigo 216 da Constituição Federal afirma serem nosso patrimônio cultural “os bens de natureza material e imaterial, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira”. Este patrimônio é considerado meio ambiente artificial e, por isso, está protegido pelo artigo 225 da mesma Constituição. Este artigo afirma que o meio ambiente equilibrado é um direito de todos, “impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações”.

O que se quer dizer com isto é que na questão ambiental, que inclui a preservação do patrimônio histórico-cultural, há um direito e um dever correspondente da sociedade. Dela se espera que apoie e incentive a ação do Estado. Pois bem, como se comporta a sociedade brasileira na proteção dos nossos monumentos e da nossa história? A resposta é simples: omissa.

Disponível em: https://www.conjur.com.br/2018-set-09/participacao-sociedade

CADASTRE-SE

E receba em primeira-mão todas as novidades dos Vestibulares, Ofertas, Promoções e mais!

REDAÇÃO - ProEnem" />