Estude com quem mais aprova. escolha um plano e faça parte dos milhares de alunos que são aprovados todos os anos com o Proenem
Pesquisar

Estude para o Enem totalmente grátis

Surgimento da Filosofia

Surgimento da Filosofia

Aprenda sobre o Surgimento da Filosofia. 

O CONTEXTO GREGO E A FILOSOFIA

A Filosofia surge na Grécia, mas não por acaso, essa pequena parte da atual Europa conjugava uma série de fatores necessários para surgimento dessa disciplina.

• Existência da pólis.
• Viagens Marítimas.
• Uso da escrita.
• Uso do calendário.
• Uso da moeda.
• Não existência de um livro sagrado da religião grega.

A PÓLIS E A DEMOCRACIA GREGA

A consolidação da pólis, a cidade-Estado grega no contexto do início do séculoVII a.C é um acontecimento fundamental para entender o surgimento da Filosofia. Nela foram apresentados elementos que compuseram e até hoje compõem o pensar filosófico.

A pólis era espaço do debate. As discussões nas ágoras eram permeadas por questões acerca da justiça, poder e moral. Esses debates tinham como característica fundamental a natureza política do processo, em outras palavras, os temas discutidos eram de natureza coletiva, isto é, falavam sobre a dinâmica da coletividade, das cidades, daquilo que era comum a todos.

Além disso, o espaço da ágora era o local da palavra, da primazia da argumentação e da oposição de ideias. A natureza do debate colocava de lado as explicações mitológicas, aquilo que era proferido por deuses e as verdades absolutas e inquestionáveis.

Outro elemento importante trata de como ocorria o processo de participação no debates. A democracia ateniense, que influenciou as outras cidades-Estado, é marcada pela participação direta, isto é, cada pessoa tinha a possibilidade de falar diretamente nos espaço de discussão, ao contrário da lógica da escolha de representantes.

É sabido que a participação não era direito de todos, era vetada a segmentos da sociedade como mulheres, estrangeiros e escravos, mas vale ressaltar a relevância de uma lógica de participação na qual o poder da palavra e da tomada de decisões estavam garantidos a diversos membros da coletividade e não apenas a um grupo específico.

O USO DA ESCRITA E A MOEDA

A escrita não surgiu associada à pólis, ela já existia antes do século XII a.C, mas voltou a ganhar força por volta do século VIII a.C.

O uso da escrita tem relevância para o surgimento da lógica filosófica por diversos motivos como:
• os escritos eram submetidos à avaliação pública
• aquilo que estava escrito era passível de crítica, debate e oposição
• na escrita, a palavra dita ganha uma natureza perene, que dura
• a permanência do escrito exigiu maior rigor sobre o que era dito, cobrando reflexões mais profundas.

De modo paralelo ao fortalecimento da pólis e do estabelecimento da democracia, surge a moeda. O contexto grego era marcado por uma aristocracia que devia, em grande medida, parte da sua posição social de superioridade baseada em argumentos divinos e ancestrais. Dessa maneira, as noções de valor no sistema de troca de mercadorias eram afetadas por esses privilégios e visões de superioridades.

O surgimento da moeda grega, por volta do século VII a.C, teve a função de estabelecer um padrão para o cálculo dos valores que tinha como grande novidade ter sido construído e estabelecido pelo homem, tirando de critérios sagrados o papel dessas convenções que favoreciam valores aristocráticos.

Quer aquele empurrãozinho a mais para seu sucesso?

Baixe agora o Ebook PORQUE VOCÊ PODE, gratuitamente!

Precisando de ajuda?

Entre em contato agora

👋E aí, ProAluno! Em que posso te ajudar?
Central de Vendas Central do Aluno